14/02/2011

Depois da tempestade vem a bonança

Quando vemos que o céu está escuro, já procuramos algum lugar para proteger-nos.
Mas onde encontrar abrigo?
Bom, primeiro devemos olhar o que está ao nosso redor. O que está mais perto? Há possibilidade de encontrar um local mais seguro, mais confiável?
Abrigo você pode encontrar num ombro amigo ou no seu próprio interior! Onde você quer se hospedar?

Quando a tempestade cai, costumamos ficar sem chão. Por isso precisamos observar o céu, para que não apareça uma surpresa desagradável.


Mas quando não há este cuidado em observar e deter o despreparo, o que temos de fazer é manter nossas mentes focadas na procura por uma rota alternativa, algum lugar para onde possamos ir... não, não estou propondo fugir do problema. Mas como a tempestade não é algo que provocamos ou que temos controle, o mais aconselhável é desviar dela.
Mas muito cuidado na escolha que tomará! Pois as nuvens podem estar justamente indo naquela direção que decidiu traçar.

É bom desviar nossas cabeças dos problemas e pensarmos em possibilidades; possibilidades de saná-los.
Encare seus problemas! Não fique apenas arquivando-os. Eles precisam ser banidos!

Não sabe como? Você ao menos já parou para pensar como?

Pare de lamentar e fixe uma prioridade: sair deste local, sair deste momento difícil.
Há muitas maneiras de tratar um problema. Mas tudo fica mais fácil quando você tem um aliado!
Duas cabeças pensam melhor que uma.

O que posso desejar-lhe, é muita paciência e ciência para escolher o caminho certo!
E se precisar de apoio, pode me chamar! Não acanhe-se.
No que estiver ao meu alcance, irei ajudar!

Não se esqueça: depois da tempestade vem a bonança.
E aí trate de usar o que aprendeu, nos momentos difíceis, a seu favor.
Pois você estará mais forte e mais propenso a desfrutar dos bons frutos que a tempestade gerou!

12 comentários:

  1. que lindooo *--* amei! Você está cada dia mais inspirado, cada dia mais profissional, cada dia mais escritor! Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Maria Marçal14/02/11 23:32

    Interessante que há poucos horas atrás estava dizendo mais ou menos isto a ela. Tivemos um probleminha de interpretação que nos deixou meia sem chão. Naquela oportunidade achei melhor esperar...deixar a nuvem negra se dissipar.

    Hoje conversamos com tranquilidade e curamos a ferida mutuamente.

    Que bom quando a tempestade vem...se procura abrigo para não se ferir e depois se desfruta o equilíbrio de pessoas que se estimam.

    beijos, Maria Marçal - Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
  3. Meu Amigo Lucas

    Existe momentos que temos de procurar nos priorizar e com isso enfrentar os problemas.
    Chega uma hora que a tempestade vem e não tem para onde correr.
    Nada melhor do que você mesmo escreveu compartilhar com outra pessoa não que ela sofra junto com você mas que essa pessoa que está fora do tal problema possa lhe ajudar a fazer enxergar uma luz no fim do túnel.
    No final vamos nos tornando mais fortes e sabendo melhor sobressaí dessas tempestades.

    Um Abraço

    ResponderExcluir
  4. Na vida é assim mesmo, depois de muitas dificuldades ,vem a esperança, nada é difinitivo na vida.

    ResponderExcluir
  5. Oi Lucas querido!
    Grande pensador e escritor...
    Uma das coisas que sempre (sempre mesmo!) digo é que tudo está concentrado no olhar de cada um... O modo de ver de cada é que faz toda a diferença! O ideal (e acho que o seu belo texto deixa isso claro)é saber mudar as perspectivas e ângulos para avaliar os problemas... Se formos parar para analisar, a camada que se concentra a tempestade é uma...o que está sob ela acaba inegavelmente sendo atingido, porém, o que está acima dessa camada é limpo, iluminado, ensolarado... Então, meu amigo, se tratarmos os problemas com uma visão mais profunda e não superficial, veremos que haverá sempre a possibilidade do despontar do Sol... Esses dias choveu muito aqui... fechamos portas e janelas, ficamos presos dentro de casa (assim como muitos ficam em seus problemas...). Depois que a chuva passou, ainda pensávamos nos estragos que ela poderia ter causado a muitas pessoas... Ficamos presos, só pensando nos problemas... Meus filhos correram para a janela e viram um lindo arco-íris! De verdade: um arco-íris!!! E começaram a dizer: Olha que dia mais lindo!!! Queremos sair para brincar!! Nesse momento, eu e meu marido olhamos um para o outro e dissemos: Nada como o olhar de quem procura beleza...e encontra!
    Então, que todos sempre tenham em mente que por trás de uma tempestade, sempre estará um arco-íris, cheio de cores esperando para ser admirado...
    Grande beijo, meu querido! Parabéns pelo lindo e inspirador texto!
    Jackie

    ResponderExcluir
  6. @Helena Vitorino, minha querida!
    Muito obrigado pelos belos elogios!
    Espero mesmo estar sendo cada dia mais "escritor", para trazer alegria àqueles que leem minhas palavras.

    Um grande beijo,
    Lucas Neves.

    ResponderExcluir
  7. @Maria Marçal, com estas situações difíceis e estes testes a que somos submetidos, podemos provar até onde vamos e como lidamos com os mesmos.
    Desfrutar daquela pessoa que dá-nos carinho e oferece-nos apoio é uma das coisas mais prazerosas e esperadas por todos nós, não é mesmo?
    Que bom que pôde atar os elos que haviam sido corrompidos! Fico muito feliz por isto ;D

    Um grande beijo e muito sucesso!
    Até breve.

    ResponderExcluir
  8. @Fábio Siebra, há tempestades que não são possíveis de serem superadas por nós mesmos, sozinhos.
    Quando se tem alguém para dar um apoio, ajudar-nos nestes momentos, é talvez aquilo que falta para que a nuvem deixe-nos.
    Sempre há luz, Fábio! Devemos sempre buscá-la!

    Um forte abraço,
    Lucas Neves.

    ResponderExcluir
  9. @Corretora Fatima Zanin, os momentos de tristeza, principalmente, devem com certeza ser encarados como momentos de aprendizagem!
    E é como você, Fátima, descreveu tão bem no diHITT: "nem sempre é só tristeza e nem sempre só alegrias".

    Um beijo e muitas alegrias na sua vida,
    Lucas Neves.

    ResponderExcluir
  10. @Jackie Freitas sempre adorei esta sua forma particular de ver a vida: procurar sempre o ponto positivo, desfrutar dele e levar o ponto negativo como lição.
    Claro, tudo não passa de visões distintas. Estou tentando fazer isto que você demonstra fazer tão bem!
    Que este arco-íris tenha trazido muita paz, harmonia e felicidades a vocês e que vocês tenham esta mesma atitude diante das novas tempestades.
    A bonança sempre está disposta a cooperar conosco, basta fazermos nossa parte em querer enxergá-la!

    Um grande beijo, minha querida!

    ResponderExcluir
  11. To me sentindo muito mal. Fui demitido ontem e não consigo tirar esta sensação terrível de dentro de mim. Tenho inúmeras responsabilidades, 2 pensões alimentícias pra pagar e minha cabeça parece que vai explodir. Nunca me senti desta maneira. Não consigo pensar em outra coisa. Acho que doe ainda mais porque eu era muito dedicado e comprometido com o que fazia. Alguém pode me dar alguma dica bacana?

    ResponderExcluir
  12. Olá, Miguelito!
    Bom, o negócio é não deixar de acreditar que novas e boas coisas acontecerão para você! É necessário ter confiança nisso!
    E se você continuar firme à procura de novos meios, pode ter certeza que surgirá uma solução e você conseguirá lidar com isso.
    Acredite no seu potencial de dar a volta por cima! Acredite também nos seus sonhos e nas possibilidades que lhe aparecerem.

    Um forte abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir